Notice: Use of undefined constant REQUEST_URI - assumed 'REQUEST_URI' in /home/neemaacp/public_html/wp-content/themes/Divi_30101/functions.php on line 73
UC | neemaac

Universidade de Coimbra

A Universidade de Coimbra é a mais antiga instituição superior de ensino portuguesa e uma das mais antigas do mundo, remontando a sua fundação à assinatura do Scientiae Thesaurus Mirabilis pelo rei D. Dinis, a 1 de março de 1290. Fixada definitivamente em Coimbra por D. João III no ano de 1537, a Universidade esteve sedeada alternadamente entre Coimbra e Lisboa até essa data. No reinado de D. José I, a Universidade sofreu uma profunda reforma com os Estatutos Pombalinos de 1772, e em 1911 funde-se a Faculdade de Matemática e a Faculdade de Filosofia, criando-se Faculdade de Ciências, antecessora da nossa Faculdade de Ciências e Tecnologia. O curso de Engenharia Mecânica teve a sua génese no ano de 1972, e os cursos de Engenharia e Gestão Industrial iniciaram-se 2007.

A Universidade de Coimbra é um organismo complexo, atuando em várias áreas de intervenção. A nível da docência, a UC compreende oito Faculdades, sendo elas a de Letras, Direito, Medicina, Ciências e Tecnologia, Farmácia, Economia, Psicologia e Ciências da Educação, Ciências do Desporto e Educação Física.

A FCTUC tem agora 14 Departamentos, que cobrem a maioria das áreas científicas das Ciências Exatas, Físicas e Naturais, da Engenharia, da Vida, da Arte maior que é Arquitetura e da Antropologia, tem ainda, como estabelecimentos anexos, os Museus de História Natural e de Física, o Jardim Botânico, o instituto Geofísico e o Observatório Astronómico.

Para além das Faculdades, a UC também compreende o Instituto de Investigação Interdisciplinar, o Colégio das Artes, o Instituto de Ciências Nucleares Aplicadas à Saúde, o Tribunal Universitário Judicial e Europeu, o Teatro Académico de Gil Vicente, o Estádio Universitário, vários museus, um observatório astronómico, uma imprensa, um jardim botânico, dezenas de bibliotecas e centros de documentação, e dezenas de unidades de investigação. O nosso departamento conta com duas unidades de investigação associadas, sendo elas o CEMUC® e a ADAI. A Universidade de Coimbra encontra-se organizada em três polos, sendo o Departamento de Engenharia Mecânica parte do Polo II.

polo-2O Pólo II é um dos campus da Universidade de Coimbra, encontrando-se no topo sul da cidade de Coimbra. O Pólo II é ocupado por vários departamentos da Faculdade de Ciências e Tecnologia, sendo eles: o Departamento de Engenharia Mecânica, Departamento de Engenharia Civil, Departamento de Engenharia Eletrotécnica, Departamento de Engenharia Informática, pelo Departamento de Engenharia Química, e pelo Departamento de Ciências da Terra. Para além de parte dos departamentos da FCTUC, o Polo II também é ocupado pelo Edifício Central da FCTUC, pela Divisão de Inovação e Transferências do Saber (DITS), por duas residências universitárias, e por três cantinas, sendo uma delas denominada de Casa da Pedra.

As bibliotecas dos vários departamentos do polo estão concentradas na Biblioteca Central do Polo II, que se encontra no Departamento de Engenharia Civil, onde também existe uma sala de estudo 24h.

Alimentação

É proporcionada aos estudantes uma variada escolha de pratos, preços (prato único a 2,4€) e horários, dispondo de unidades alimentares para o fornecimento de refeições, distribuídas pela cidade. Poderá ser requisitada a apresentação do Cartão de Estudante.

No Pólo II tens à tua disposição 3 cantinas. A Cantina 1, junto ao Departamento de Engenharia Informática, a Cantina 2 no Departamento de Engenharia Mecânica e a Casa da Pedra que serve um mais leque mais variado de pratos.

Alojamento

O Pólo II é servido por duas residências universitárias, sendo prática corrente nesta tipologia de alojamento a partilha de quarto. As residências universitárias têm preços muito abaixo do mercado imobiliário de aluguer e podem ser ocupados por qualquer aluno da UC. Para além das residências universitárias existem várias zonas habitacionais próximas ao Pólo II comummente habitadas por estudantes, sendo elas o Bairro da Boavista, a Quinta da Nora, o Bairro Norton de Matos e a Quinta das Flores. Os preços nas residências universitárias têm um tecto máximo de 117,60 euros para cidadãos da Republica Portuguesa, e um quarto nas zonas próximas ao Polo II custa em média cerca de 180 euros.

Cada residência dispõe de uma sala de convívio e cozinha equipada com eletrodomésticos que permite ao estudante confecionar refeições ligeiras. Dispõem ainda de roupa de cama e atoalhados com tratamento semanal, televisão e jornal diário. As residências do Pólo II dispõe também de Internet nos quartos e de uma sala “Universia” equipada com 20 computadores.